O falecimento de um cidadão português ocorrido fora de Portugal deve ser obrigatoriamente comunicado aos órgãos de Registro Civil portugueses, de modo que seja registrado o fato no país de origem do falecido(a). Tal registro é definido como

Transcrição de Óbito Português

e é por meio dele que as autoridades civis de Portugal conseguem atualizar as informações.

Sem essa atualização, é impossível solicitar o reconhecimento da nacionalidade dos descendentes deixados pelo falecido(a) ou dos direitos portugueses herdados pelo seu cônjuge. Contudo, a

transcrição de óbito em Portugal

exige um pré-requisito para que seja deferida: a análise de documentos.
A Horizon Portugal dispõe de uma equipe especializada na

transcrição de óbito

e focada em reduzir o tempo de burocracia do processo. A equipe verifica de forma consistente todas as informações relacionadas ao óbito que foram documentadas e emitidas pelos órgãos civis do país estrangeiro, viabilizando uma transcrição sem falhas e em prazo ágil.

O cliente ainda conta com a orientação necessária para realizar outras transcrições, como em situações específicas em que o falecido português era casado ou viúvo, mas não houve atualização do seu estado civil junto aos órgãos de Registro Civil de Portugal.

Seja qual for a necessidade de transcrição, a equipe da Horizon Portugal realiza um atendimento personalizado, de modo a compreender as características individuais de cada requisição e recomendar as melhores maneiras de solucionar as pendências jurídicas do cidadão português falecido e de seus familiares, além dos descendentes que desejam solicitar a cidadania portuguesa.
Tudo isso com uma abordagem prática e clara, gerida por profissionais com experiência consolidada no segmento de transcrição de documentos e outros processos jurídicos para portugueses e seus familiares.

Entre em contato conosco e esclareça suas dúvidas sobre transcrição de óbito. Estamos ao seu dispor por telefone, e-mail ou em nosso escritório, localizado na Avenida Paulista, São Paulo.